Danilo Corbas, pioneiro na construção em contêineres no país

Motivado pela busca de uma nova estética, o arquiteto Danilo Corbas encontrou em suas pesquisas, fora do Brasil, casas feitas em contêineres. O interesse imediato logo se transformou em um irresistível desejo de desenvolver uma linguagem de projeto utilizando as estruturas de aço corten.

Uma das principais qualidades desse tipo de construção se tornou a central característica do trabalho do arquiteto: a sustentabilidade. Além de recuperar um material nobre que acabaria encostado em algum terminal de um porto qualquer, os contêineres são perfeitos para receber outros produtos sustentáveis.

Não havia, porém, nenhuma referência sobre esse assunto. Fez-se necessário o desenvolvimento de novas técnicas. Em conjunto com empresas da área da construção civil, envolvidas com a temática da sustentabilidade, e com o auxílio de pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP) e do Instituto Federal de São Paulo (IFSP), foi desenvolvido o sistema construtivo.

O resultado é uma construção rápida, limpa (gera menos resíduos que uma construção convencional) e econômica (até 25% de economia frente a uma de igual padrão em alvenaria). Diversos projetos foram executados, alguns já construídos e outros em construção.

IMG_0571

PROJETO CASA CONTAINER, GRANJA VIANA

Quatro contêineres de 40 pés compõem a primeira casa container sustentável do Brasil, residência do arquiteto Danilo, construída em 2010.  Formada por uma disposição em “H”, com um desalinhamento proposital entre as unidades do pavimento inferior, fazendo um jogo de volumes, a construção totaliza 165m². O posicionamento das unidades foi feito em apenas três horas, a construção da casa piloto demorou sete meses.

Projeto Casa Container - Arq. Danilo Corbas

Diversas técnicas e materias sustentáveis foram utilizados: telhado verde; isolamento com lã de PET reciclado; reaproveitamento de água da chuva; utilização de metais e louças que economizam água; aquecimento solar; 95% da iluminação em lâmpadas LED, e diversos outros materiais de baixo impacto ambiental além do uso de ventilação cruzada, orientação adequada da implantação da casa e de aberturas que garantem uma iluminação que auxilia na iluminação dos ambientes, diminuindo o uso de energia elétrica.

A primeira casa container de Curitiba, construída em 2013, foi projetada com seis contêineres de 40 pés e totaliza 220m².  A Delta Containers, parceira do arquiteto na execução de uma importante etapa da construção, executou todos os cortes e adaptação das unidades antes de irem para o canteiro de obras.

Em um condomínio típico de classe média, com lotes relativamente pequenos (200m²), este projeto utiliza materiais e uma linguagem mais acessível às pessoas que desejam referências tradicionais e ao mesmo tempo não abrem mão de uma arquitetura ousada e inovadora.

Projeto Casa Container - Arq. Danilo Corbas

ACADEMIA CONTAINER,
SANTA CÂNDIDA

Um projeto muito simples e, por isso mesmo, difícil, construído em Curitiba em 2013: uma academia de ginástica com 60m² no terreno dos fundos da casa de uma cliente. Dois contêineres de 40 pés com um desalinhamento que organiza os espaços da piscina e da academia que conta com um banheiro, depósito e área de convivência integrada à área dos equipamentos de ginástica.

IMG_0885

Grandes aberturas para aproveitamento da luz natural, reaproveitamento do piso original do container, cores fortes, pérgola e beirais metálicos dão identidade à construção.

IMG_0851

OUTROS PROJETOS DE
DANILO CORBAS:

TINY BOX

A forma de morar reflete valores que, em nossa sociedade, variam de tempos em tempos. Nosso abrigo diz muito a nosso respeito. Quando alguém vê nossa casa pode entender se gostamos de design, se somos conservadores, se gostamos de tecnologia ou não, se aceitamos imposições sociais ou se somos contestadores.

Nos dias de hoje, um movimento que vem crescendo em vários países é o “Tiny House”, que defende uma maneira de morar sem excessos, de maneira mais simples e desprovida de acessórios, objetos e espaços desnecessários.

Casas de 15, 20, 30 ou 40 metros quadrados são suficientes para quem entende o significado de minimalismo ao pé da letra. Elas garantem conforto e todas as atividades de uma casa comum, porém em espaços mínimos. Outra característica importante das Tiny Houses é a mobilidade. Mas, elas não são feitas para sair rodando por aí feito trailers, apenas para eventuais mudanças de lugar, com todo cuidado.

TinyBox montanha

Alguns acontecimentos nos EUA acabaram por dar força a essa forma de morar, que já acontecia nos tempos da contracultura, como o furacão Katrina, ou como a crise econômica dos anos 2007 e 2008, diversas pessoas, por motivos circunstanciais, puderam experimentar e gostar de uma nova forma de morar e dos novos valores que esta lhes propôs. Canadá, Alemanha, Holanda, Japão e Austrália também possuem grupos de adoradores das mini casas.

Enxergando essa oportunidade de mercado, a empresa Container Box- do arquiteto Danilo, lançou a Tiny Box, construída em contêineres marítimos, com todas as características de uma casa container convencional, porém em tamanho diminuto. Os tamanhos variam de 15 a 30m² e, por ter sua estrutura em contêineres, tem mais condições de mobilidade sem maiores danos a sua estrutura.

A Tiny Box 20, construída sobre base de um container marítimo usado, tem 15m² e possui espaço para sala, cozinha, sala de jantar e quarto integrados além de banheiro. As soluções de mobiliário lembram espaços projetados para barcos onde todos os espaços são aproveitados, mas as proporções lembram casas convencionais, podendo contar com ar condicionado, chuveiro elétrico, iluminação em LED, fogão, pia com ou sem triturador de alimentos, placas fotovoltaicas, telhado verde, etc.

CONTAINER BOX

Outro projeto surpreendente do arquiteto é o Container Box, que deu origem ao nome da sua nova empresa. São estruturas automatizadas que servem para diversos usos como stands, lojas “pop-ups”, cafés ou “fast-foods”.  Contêineres modificados a fim de facilitar o dia-a-dia das empresas que desejam praticidade e versatilidade para eventos ou usos que requerem montagem ultra-rápida, facilidade na utilização e transporte.

O grande diferencial, além do conforto do uso de uma estrutura toda automatizada, é a sustentabilidade. Reutilização da estrutura principal, iluminação 100% em LED, produtos certificados e recicláveis ou reciclados e principalmente a reduzida geração de resíduos nos eventos caracterizam o uso desse descolado equipamento.

A nova empresa do arquiteto propõe um serviço completo, de locação das unidades e a produção completa do evento ou do espaço.

BELO HORIZONTE, MG, 06 JUNHO 2013 - TOUR DE EXPERIÊNCIA FIFA - MINEIRÃO - BELO HORIZONTE  - Delegados da FIFA realizam testes de experiência para a Copa das Confederações no estádio Mineirão em Belo Horizonte, na tarde desta Quinta, 6. FOTO: NEREU JR / BRAZIL PHOTO PRESS).


Fotos: Plínio Dondon


FICHA TÉCNICA

Danilo Corbas

Arquiteto pioneiro na construção em contêineres no país. Abriu em São Paulo a primeira empresa voltada para o mercado de feiras e eventos utilizando contêineres reciclados do Brasil.

Todos os materiais utilizados para a produção das unidades são reciclados ou eco-friendly, além de toda estrutura ser reutilizada em 100% das vezes sem nenhum desperdício de matéria prima.

Revista Ipê