Marca pessoal, marketing pessoal e personal branding: qual a diferença?

Posicionamento estratégico e gestão de carreira são fatores que geram diferencial nas relações e experiências com seus diversos públicos diferenciando e valorizando sua marca em todas as esferas, seja ela pessoal e ou comercial, não importando a ordem.

Em um mercado altamente competitivo e orientado à inovação, nossos atributos intangíveis devem ser entregues relevando nosso DNA nos formatos real e virtual. Afinal, posicionamento é posicionamento.

Marca pessoal, marketing pessoal e personal branding são distintos e complementares entre si.

Marca pessoal é sua identidade que deve ser igual a sua imagem. É construída a partir dos seus valores, habilidades e competências que o distinguem e o tornam único e como reflexo gera valor através do reconhecimento em seus meios ambientes. É um processo de construção de dentro para fora.

Marketing pessoal tem a função bem definida de propagar sua imagem que deve refletir reconhecida como marca – a identidade, de acordo com os desejos e necessidades do público desejado para estabelecer relacionamento e gerar experiência positiva de comportamento.

Personal branding é responsável pela gestão da marca pessoal em todos os sentidos. Seu propósito é trabalhar a marca a partir das forças e potencialidades que são únicas, comunicando e posicionando nossa identidade reconhecida pelos nossos valores. Aqui somos o hardware e o público desejado os players.

Para tanto, a gestão da marca pessoal – personal branding – trabalha na construção de uma marca pessoal forte, com proposta de valor único, criando diferencial dentro de um mercado competitivo com sede de inovação e quase sempre saturado. Tudo isso através de um planejamento estratégico que entregue o DNA da marca em todos os pontos de contato com os públicos desejados.

Importante observar nossa presença como marca hoje nas redes sociais e pensar que:

No universo virtual, a ausência é a presença, o que demanda uma presença de marca estrategicamente construída e gerida com um forte planejamento nas ações de relacionamento diário com foco inclusive na herança dessa marca virtual.

Então, o marketing pessoal propaga e comunica o real valor de sua marca e o personal branding ressalta, posiciona e fortalece nossos fluxos de relacionamento através do que temos de melhor: – nossa unicidade Pessoal, gerando novas demandas.

O marketing pessoal propaga a marca pessoal, o personal branding não só administra, mas realiza toda a gestão da marca pessoal em todos os níveis posicionando-a.

Como pessoas que marcam, inspiram e aspiram pessoas que respiram pessoas, a gestão da marca apresenta resultados notórios de tangibilidade do seu DNA gerando resultados nos players devido à inversão da lógica de mercado.


Eduardo Braga

Designer gráfico pela FUMA – 1992.

Tem uma atuação intensa na área de design, gestão e co­municação pela Pessoas Comunicação de Marcas como Diretor de Estratégias Criativas.

www.fb.com/pessoasmarcam

marca pessoal®, marketing pessoal® e personal branding®.

Pessoas marcam® ou marcas® marcam Pessoas?!

Seja você também uma Pessoa que marca em qualquer formato DNA . IP . 3×4 . 4K

Revista Ipê