São João del Rei: única cidade do Brasil a
produzir peças de estanho artesanalmente

 

São João del Rei é a única cidade do Brasil que ainda fabrica peças de estanho artesanalmente. A produção de estanho ocorreu nesta região a partir do século XVIII. E a sua utilização na confecção de utensílios domésticos e litúrgicos esteve em alta no período colonial, com a vinda de ourives e prateiros da Europa.

Contudo, logo em seguida, vieram as peças de alumínio e as porcelanas, recém-moda europeia. Assim, houve a substituição do estanho, que caiu em desuso. A sua volta só foi ocorrer com a chegada de John Leonel Walter Somers a São João del Rei, na década de 1960. Um antiquário que havia aprendido o ofício na Inglaterra, e ao chegar a São João del Rei percebeu que era possível produzir estanho de qualidade, com todas as características do século XVIII, porém, utilizando uma tecnologia moderna.

Ao trazer este ofício para São João del Rei, a arte se propagou.  Ele ensinou a atividade a outras pessoas e vários de seus funcionários abriram suas próprias fábricas, sempre produzindo as peças de forma artesanal.

Essas peças de estanho são marcadas pela história e tradição. Conservam as mesmas características coloniais do século XVIII, identidade desta região. Reforçam, assim, a imagem de São João del Rei como uma das principais cidades históricas de Minas Gerais, com um rico patrimônio histórico e cultural.

_MG_6829

IMPERIAL ESTANHOS

A empresa foi fundada em 2000, por Fabio e Deise Reis. As peças da Imperial Estanhos estiveram presentes em diversas novelas, como a Belaventura, da Record, e Deus salve o Rei, da Rede Globo, onde as peças apareceram em destaque nos banquetes festivos. Os principais brindes foram em cálices de estanho da Imperial.

A Imperial Estanhos possui uma vasta linha litúrgica, como cálices, ambulas, galhetas, asperge, jogos de lavabo, santos óleos e muitos outros itens para fins religiosos. Essas peças são predominantemente com o acabamento polido. Mas, a empresa produz também peças decorativas e utilitárias, como jarras, vasos, castiçais, conjunto para café, cálices diversos, toda linha para bar como balde para gelo, copos e as procuradas canecas para cerveja, muito apreciadas pelos cervejeiros, pois possui uma sensação térmica deliciosa.

Fabio sempre trabalhou com este ofício, aprendendo em chão de fábrica todo o processo de produção de estanho, de forma artesanal, priorizando a qualidade no acabamento. A empresa possui loja própria em São João del Rei e Tiradentes, e distribuição no atacado para todo o País.

_MG_6601

_MG_6726

RECONHECIMENTO MUNDIAL

Em 2016, a Imperial foi certificada com o selo de indicação geográfica, premiando todos os 16 anos de trabalho. Esse selo comprova a qualidade das peças. Para ter a concessão desse certificado, algumas informações são de extrema relevância, como: tradição e herança histórico-cultural, ambiente e biodiversidade, notoriedade, etc.

As Indicações Geográficas são referentes a produtos ou serviços que tenham uma origem geográfica específica, além de qualidades e características particulares. Assim, por meio desse selo, a região passa a ser reconhecida mundialmente por ter capacidade de produzir um produto diferenciado e com excelência.

PRODUÇÃO

Deise explica que o estanho é um metal absoluto, extraído da cassiterita. Para fabricação das peças em estanho é necessário fazer uma liga com 95% de estanho grau “A” e 5% de antimônio e cobre.

A fabricação é toda artesanal, primeiro o metal é fundido a uma temperatura de aproximadamente 232 º graus. O metal já em estado líquido é colocado em uma forma (aquecida) de ferro fundido. Após atingir a devida configuração é desenformado. Na fase final de acabamento há duas opções de texturas: fosca (mais acinzentada) e polida (prateada e com mais brilho).

_MG_6547_MG_6514_MG_6529


Por Camila Caetano
Fotos: Daniel Rocha

 

Revista Ipê